• Dra. Kellen Ribeiro Silva

O papel da escola e dos professores no diagnóstico da TDAH

Na medida que o TDAH afeta também a capacidade para a aprendizagem, a escola pode auxiliar  no diagnóstico




Qual o papel da escola e professores no processo diagnóstico?


Na medida que o TDAH afeta também a capacidade para a aprendizagem, a escola pode auxiliar  no diagnóstico, sendo que algumas ações e informações são importantes:


  • Prestar atenção e descrever as atividades e comportamentos da criança

  • Como  a criança  se relaciona com adultos

  • Obedece a ordens, regras, respeita a hierarquia?

  • Como a criança se relaciona com outras crianças? Consegue brincar em grupo e seguir regras das brincadeiras? tem amigos

  • Como reage ao ser contrariada pelo professor ou por outras crianças?

  • Finaliza seus trabalhos e atividades?

  • O nível de acerto é igual ao dos outros alunos?

  • Como são suas habilidades de organização  em relação ao seu material, suas anotações?

  • Quais situações parecem piorar o desempenho  e quais parecem melhorá-lo?



Como a escola e professores auxiliam no tratamento?


Existem algumas estratégias para o manejo  de crianças  com TDAH no dia-a-dia da escola.


Recebendo a criança


  • Identifique quais os talentos dos seus alunos - estimule, aprove, encoraje no desenvolvimento dos mesmos

  • Elogie sempre que possível - evite expor os fracassos

  • a baixa auto-estima é o aspecto  que mais compromete o desempenho dos alunos - sendo que no TDAH isto é muito mais evidente e exuberante.

  • O prazer  está diretamente relacionado a capacidade de aprender - seja criativo e afetivo buscando estratégias que estimulem o interesse do aluno 

  • Evite o estigma conversando com todos os alunos sobre as necessidades específicas de cada um - independente de terem ou não uma dificuldade.


Organizando  o espaço


  • A rotina e a organização  são elementos fundamentais - assim, alertas e lembretes serão  de extrema valia. As crianças com TDAH esquecem com facilidade suas obrigações e deveres, as regras a serem seguidas - por isto  os recados devem ser reforçados e estarem sempre visíveis.

  • Quanto mais próximos do professore e longe dos estímulos distratores, melhor.

  • Estabeleça combinados. estes precisam ser claros e diretos. lembre-se que ele se tornará mais seguro se souber o que se espera dele.

  • Regras e limites muito claros - inclusive prevendo as consequências. 

  • em uma briga - afaste-o  do conflito, aguarde a turbulência passar e mostre como as outras crianças interagem ( não o retire do convívio).

  • Informe  os progressos diariamente (mesmo que pequenos) - estimule avanços maiores.

  • Valorize cada ação positiva

  • Ignore a ação negativa mas ao mesmo tempo forneça o modelo correto de ação (por exemplo - em uma briga - retire-o do foco, sente-se com ele, aguarde alguns minutos e depois mostre como é bonito ver os outros brincarem em harmonia)


É preciso assumir o importante papel de organizar os processos de ensino de forma a favorecer o máximo a aprendizagem.







Esse BLOG foi criado com fins didático e educativo. Em nenhum momento deve ser utilizado para diagnóstico ou tratamento de doenças neurológicas da infância. Sempre que houver dúvidas consulte seu médico. As indicações, reações adversas e as relações de dosagem para as drogas citadas aqui podem sofrer alterações, uma vez que a medicina encontra-se em constante evolução. As informações e imagens contidas no site não poderão ser utilizadas parcialmente ou em sua totalidade sem autorização dos responsáveis.

15 visualizações0 comentário